Reunião informa sobre mudanças no Enade 2017 e importância do exame para a UFC

14 de setembro de 2017
Vice-Reitor, Prof. Custódio Almeida, e Pró-Reitor de Graduação, Prof. Cláudio Marques em reunião sobre o Enade na UFC, com coordenadores de curso, no auditório da Reitoria (Foto: Ribamar Neto / CCSMI-UFC)

Vice-Reitor, Prof. Custódio Almeida, e Pró-Reitor de Graduação, Prof. Cláudio Marques, em reunião sobre o Enade (Foto: Ribamar Neto)

Coordenadores, vice-coordenadores e secretários de cursos de graduação da Universidade Federal do Ceará (UFC) se reuniram no fim da tarde desta quarta-feira (13), no auditório da Reitoria, para esclarecimentos sobre o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017. Servidores dos campi no Interior puderam acompanhar o encontro por meio de videoconferência.

A reunião foi aberta pelo Vice-Reitor da UFC, Prof. Custódio Almeida, que lembrou os resultados alcançados pela Instituição nas últimas avaliações do Ministério da Educação (MEC) e em outros rankings, como o internacional Times Higher Education (THE). Ele frisou que, apesar de um contexto de crise econômica nacional, a UFC, em seus 62 anos de existência, nunca este tão bem academicamente.

O Pró-Reitor de Graduação, Prof. Cláudio Marques, afirmou que este é o início de momento de mobilização para o Enade 2017 e fez um retrospecto do desempenho da UFC nas últimas edições do Exame. Em 2014, a Universidade obteve destaque em 8 dos 18 cursos avaliados; em 2015, foram 8 de 15; e em 2016, 7 de 11 (ou seja, mais de 60% dos cursos que participaram do Enade mais recente).

MUDANÇAS – Em seguida, a coordenadora de Projeto e Avaliação de Programas e Ações Acadêmicas da Prograd, Socorro Sousa, explicou as principais mudanças do Enade 2017 em relação às edições anteriores. Entre elas, a publicação de um edital completo sobre o Exame, em vez de uma portaria, e o fato de toda a comunicação agora ser realizada diretamente com o estudante, não mais com o coordenador de curso.

Além disso, a situação do aluno em relação ao Enade passará a constar do histórico escolar, que informar se ele está regular, irregular ou se foi dispensado do Exame. É importante lembrar que o estudante irregular não poderá colar grau.

O diretor da Divisão de Registros Estatísticos e Indicadores de Graduação, Prof. André Jalles, apresentou um comparativo do desempenho da UFC em relação a outras universidades do Nordeste nos últimos, mostrando que a Instituição vem consolidando seus resultados.

CAMPANHA – Na ocasião, foi lançada também a campanha institucional sobre o Enade na UFC, com os objetivos de melhorar a comunicação com os estudantes, informá-los e engajá-los para uma participação consciente no Exame.

A reunião foi encerrada com a fala do Procurado Institucional da UFC, Prof. Ciro Nogueira Filho, que lembrou as discussões em torno das primeiras edições do Enade e como o Exame se consolidou.

Marcadores: